Questões da Prova de Analista de Tecnologia da Informação - Redes

Questão: 252709
Banca: CESPE Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2006
Disciplina: Redes de Computadores Assunto: Modelo OSI ,
Quanto ao modelo de referência OSI, julgue os seguintes itens.
As camadas OSI oferecem, em geral, serviços orientados ou não à conexão, porém algumas camadas podem também oferecer a multiplexação como um serviço adicional.








Questão: 566754
Banca: INSTITUTO AOCP Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2017
Disciplina: Assunto:
Atente às seguintes afirmações a respeito de segurança de sistemas.
I. O uso do teclado virtual é uma forma de evitar a ação maléfica dos softwares malwares como keyloggers e screenloggers.
II. Malwares do tipo vírus, worm e bot, além de infectar um computador têm capacidade de propagação automática.
III. Sniffers monitoram o tráfego na rede, capturam pacotes de dados à procura de informações como senhas de acesso, e-mails e endereços de sites acessados.
É correto o que se afirma em 
Questão: 415556
Banca: Prefeitura do Rio de Janeiro - RJ Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2014
Disciplina: Português Assunto: Geral ,
Ao lado de cada palavra, está indicada a significação para o prefixo destacado. Há INCORREÇÃO em:
Texto: É preciso ir além da Lei Seca no trânsito

A aprovação da Lei 11.705, em junho de 2008, que modificou (e tornou mais rígido) o Código de Trânsito Brasileiro, com a adoção da chamada Lei Seca, representou um passo importante para conter a violência nas ruas e estradas do país, responsável por um flagelo que se mede, a cada ano, em milhares de mortos e feridos (e, como extensão das tragédias em si, na desgraça que atinge as famílias das vítimas de acidentes).
Num primeiro momento, principalmente nas regiões que adotaram ações diretas de fiscalização, como as blitzes contra a mistura de álcool e direção, os índices sofreram quedas acentuadas, voltaram a crescer e retomaram a curva descendente nos dois últimos anos. Mas, em geral, os números de mortos, feridos e de acidentes ainda são elevados.

Relatório da Polícia Rodoviária Federal com os índices registrados nas estradas sob sua jurisdição em 2013 mostra o tamanho da tragédia. Foram 8.375 óbitos, ou 23 pessoas por dia a perder a vida, e 103 mil feridos em quase 186 mil acidentes. A PRF estima que, somados os registros em vias urbanas e estradas estaduais, o total de mortos tenha alcançado 50 mil somente no ano passado, quase tanto quanto o número de soldados americanos que tombaram em toda a Guerra do Vietnã. 

Isso corresponde a algo entre 20 a 25 mortos por cada grupo de cem mil habitantes, bem distante da relação registrada em países nos quais a guerra do trânsito parece ter sido contida em limites aceitáveis, sete óbitos por grupo de cem mil. Mesmo que em 2013 tenha sido consignada uma queda nos índices de violência nas estradas, como captou o relatório da PRF, o Brasil ainda está longe de atingir a meta estabelecida pelas Nações Unidas para o país, de, até 2020, reduzir à metade a estatística sobre mortos/feridos/acidentes.

A evidência de que mesmo com a Lei Seca em vigor o país não consiga reduzir drasticamente os registros do flagelo das estradas não significa que a legislação seja ineficiente. Ao contrário, não fosse o endurecimento do CTB, por certo a curva de tragédias seria ascendente — portanto, com números ainda mais apavorantes que os atuais. A questão reside, entre outras razões, no fato de, por leniência, descaso ou inapetência do poder público por ações de fiscalização mais rígida, esperar-se que os efeitos da Lei 11.705, por si só, sejam bastantes para conter grande parte  dos abusos no trânsito. As estatísticas mostram que não são. A Lei Seca pode ter atingido seu limite de eficácia.

O comportamento do brasileiro ao volante, em grande medida, ainda é de desrespeito a normas e desapreço pela vida alheia. Não por acaso, as infrações mais comuns são excesso de velocidade, ultrapassagens temerárias e outras nas quais estão implícitos riscos assumidos, álcool à parte. Uma cultura inapropriada, que, para ser revertida, implica punições sistemáticas, fiscalização permanente e ações educativas — um desafio de que não se pode desviar para reduzir a níveis aceitáveis os atuais indicadores de uma carnificina que o país precisa enfrentar e acabar.

O Globo - Editorial - 19/01/14
Disponível em http://oglobo.globo.com/opiniao/e-preciso-ir-alemda-
lei-seca-no-transito-11333839#ixzz2qe4kA2eq
Questão: 251571
Banca: COSEAC Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2009
Disciplina: Redes de Computadores Assunto: Geral ,
No prompt do DOS, o comando utilizado para exibir as estatísticas abaixo foi o:

Imagem 006.jpg
Questão: 252725
Banca: CESPE Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2006
Disciplina: Redes de Computadores Assunto: Arquiteturas de Rede , ATM (Asynchronous Transfer Mode) ,
Com relação aos protocolos de LANs e WANs, julgue os itens seguintes.
O ATM é embasado na comutação de células e provê seus próprios protocolos internos de gerência e handshake, características de qualidade de serviço e desempenho e controle de fluxo.








Questão: 251578
Banca: COSEAC Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2009
Disciplina: Redes de Computadores Assunto: Geral ,
Um congestionamento em uma rede Frame Relay, pode acontecer por dois motivos: quando um nó recebe mais quadros do que pode processar naquele instante, ou quando umnó precisa enviarmais quadros por uma determinada linha com velocidade superior ao que esta linha pode suportar. Se uma dessas duas situações persiste por umlongo período, os quadros são:
Questão: 236266
Banca: IF-SE Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2016
Disciplina: Sistemas Operacionais Assunto: Geral ,
O maior representante do software livre é, sem dúvida, o sistema operacional Linux. É ele o mais lembrado quando falamos sobre software livre. Uma das vantagens do Linux é a facilidade de poder executar todas as ações através da linha de comandos. Sobre linha de comandos, assinale a alternativa CORRETA.
Questão: 243360
Banca: VUNESP Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2014
Disciplina: Redes de Computadores Assunto: Geral ,
De acordo com o padrão IEEE 802.11-2012, os dispositivos de rede sem fio que suportam o método de autenticação WEP podem armazenar até quatro chaves distintas. A atribuição de mais de uma chave a esse mecanismo de segurança
Questão: 567289
Banca: INSTITUTO AOCP Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2016
Disciplina: Assunto:
Assinale a alternativa correta, conforme a Lei n° 12.550/2011.
Questão: 577036
Banca: INSTITUTO AOCP Prova: Analista de Tecnologia da Informação - Redes Ano: 2017
Disciplina: Assunto:
Um administrador de um sistema Linux que utiliza a distribuição Debian 8 deseja verificar quais são as tarefas agendadas para execução automática para o usuário ‘bob’. Qual comando apresentaria em tela as tarefas desse usuário?