Q362326 - Questão sobre Um jovem de 24 anos procurou avaliação psiquiátrica, pois “a timidez saiu do controle". Desde a infância, refere dificuldades no relacionamento interpessoal. Tentava se aproximar de colegas na escola, mas “os pensamentos não deixavam" (ideias de tornar-se o alvo de brincadeiras maldosas e humilhações). Há 2 anos, ingressou na faculdade de Direito e percebeu que o seu incômodo tem aumentado progressivamente. Ao apresentar trabalhos acadêmicos para professores e colegas, sente muito calor, sudorese, tremor e “o pior é a vermelhidão do rosto". O paciente diz: “não consigo dormir na noite anterior, pois fico preocupado com o meu desempenho; no momento em que estou me apresentando, vejo a expressão de reprovação estampada no rosto da plateia". A pior situação foi saber que havia uma pessoa interessada nele (e o interesse era recíproco), mas ele nem sequer conseguia ter uma conversa (“a vergonha me bloqueia"). O diagnóstico correto é

B anca: VUNESP Prova: Analista de Promotoria I Ano: 2016
Um jovem de 24 anos procurou avaliação psiquiátrica, pois “a timidez saiu do controle". Desde a infância, refere dificuldades no relacionamento interpessoal. Tentava se aproximar de colegas na escola, mas “os pensamentos não deixavam" (ideias de tornar-se o alvo de brincadeiras maldosas e humilhações). Há 2 anos, ingressou na faculdade de Direito e percebeu que o seu incômodo tem aumentado progressivamente. Ao apresentar trabalhos acadêmicos para professores e colegas, sente muito calor, sudorese, tremor e “o pior é a vermelhidão do rosto". O paciente diz: “não consigo dormir na noite anterior, pois fico preocupado com o meu desempenho; no momento em que estou me apresentando, vejo a expressão de reprovação estampada no rosto da plateia". A pior situação foi saber que havia uma pessoa interessada nele (e o interesse era recíproco), mas ele nem sequer conseguia ter uma conversa (“a vergonha me bloqueia").

O diagnóstico correto é
OUTRAS QUESTÕES RELACIONADAS COM ESSE TEMA: Q362326 - Em relação aos sintomas de depressão de pacientes com demência de Alzheimer, avalie se as afirmativas a seguir são em geral falsas (F) ou verdadeiras (V): ✓ Acredita-se que sintomas como humor depressivo clinicamente significativo, diminuição de prazer aos contatos sociais ou usuais, isolamento ou retraimento social, alteração do apetite e do ciclo vigília-sono, alterações psicomotoras, irritabilidade, fadiga e sentimento de inutilidade, desesperança ou culpa excessiva e inapropriada, pensamentos recorrentes de morte e ideação suicida estejam presentes, associados ou isolados, em pacientes com demência de Alzheimer (DA), o que pode resultar em incapacidade física e morte prematura. ✓ A frequência de depressão maior em pacientes com DA varia 23% a 38%. ✓ Pacientes com DA deprimidos têm maior deficiência na execução das atividades de vida diária e maior probabilidade de apresentarem episódios de agitação, além de apresentarem mais riscos de institucionalização e aumento do estresse no cuidador. ✓ A depressão no idoso é considerada como um processo multifatorial, ou seja, desencadeada por diferentes aspectos: sociais, psíquicos, cognitivos e físicos; dessa forma, tornam-se difíceis o diagnóstico e o tratamento desses pacientes, sendo viável a associação de diferentes tratamentos de caráter farmacológico e não farmacológico.As afirmativas são respectivamente: Q362326 - Em relação ao quadro clínico e comorbidades do TDAH, é correto afirmar que Q362326 - O diagnóstico obtido por meio de eletroencefalograma pode não diferenciar paciente em delirium de paciente com demência degenerativa primária. Q362326 - Os transtornos causados pelo uso de substâncias psicoativas constituem graves problemas de saúde pública. Em relação ao diagnóstico e tratamento desses transtornos, julgue o item subsecutivo. Apesar de não haver tratamento aprovado para a síndrome de dependência de cocaína/crack, o uso de agentes gabaérgicos — por exemplo: topiramato, tiagabina e baclofen —, bem como antipsicóticos típicos e agentes de reposição — por exemplo: modafinil e metilfenidato — tem sido eficaz na redução do craving e do uso dessas substâncias. Q362326 - O principal neurotransmissor implicado na gênese do transtorno obsessivo compulsivo é: