Q362618 - Questão sobre A CIPA (Comissão Interna de Perigo de Acidentes) em uma empresa deverá ser formada por representantes dos empregadores e dos empregados. Tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a prevenção da vida e a promoção da saúde do trabalhador. Deverão ser eleitos titulares e suplentes, que deverão passar por um treinamento antes da posse. Esse treinamento deverá contemplar temas como: estudo do ambiente de trabalho; investigação e análises de risco de acidentes; doenças do trabalho; noções de acidentes e doenças de trabalho decorrentes da exposição aos riscos existentes na empresa; noções de legislação trabalhista e previdência, relativas à segurança e saúde no trabalho; princípios gerais de higiene; organização da CIPA; e o que mais a empresa considerar necessário ao programa. Esse curso deverá ter duração de:

B anca: Quadrix Prova: Engenheiro de segurança do trabalho Ano: 2012
A CIPA (Comissão Interna de Perigo de Acidentes) em uma empresa deverá ser formada por representantes dos empregadores e dos empregados. Tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a prevenção da vida e a promoção da saúde do trabalhador. Deverão ser eleitos titulares e suplentes, que deverão passar por um treinamento antes da posse. Esse treinamento deverá contemplar temas como: estudo do ambiente de trabalho; investigação e análises de risco de acidentes; doenças do trabalho; noções de acidentes e doenças de trabalho decorrentes da exposição aos riscos existentes na empresa; noções de legislação trabalhista e previdência, relativas à segurança e saúde no trabalho; princípios gerais de higiene; organização da CIPA; e o que mais a empresa considerar necessário ao programa. Esse curso deverá ter duração de:
OUTRAS QUESTÕES RELACIONADAS COM ESSE TEMA: Q362618 - Com relação às condições de insalubridade e periculosidade no trabalho, julgue o item subsequente. Considere a seguinte situação hipotética. O trabalhador de uma usina de compostagem realizava, conforme laudo pericial, o corte, com faca e machado, de porcos já mortos e montava diversas camadas com serragem para compostagem. No laudo, o perito não informou o estado dos animais — se eram manuseados logo após sua morte, como alegava o empregador, ou se isso ocorria quando já estavam apodrecidos. A pedido do trabalhador, foi ouvida uma testemunha, que, contudo, também não informou o estado de conservação dos animais mortos. Ela disse apenas que o trabalhador os transportava "o dia inteiro", após serem abatidos. Em face dessa afirmação, presumiu-se que não havia tempo hábil para o apodrecimento dos corpos. Nessa situação, o funcionário não fará jus ao adicional de insalubridade, conforme norma em vigor. Q362618 - Considerando o item 7 do anexo nº 1 da NR- 15 (Atividades e Operações Insalubres), o qual determina que: “atividades ou operações que exponham os trabalhadores a níveis de ruído, contínuo ou intermitente, superiores a “X” dB(A), sem proteção adequada, oferecerão risco grave e iminente”, pergunta-se: qual o valor de “X” descrito neste item da legislação vigente? Q362618 - Todos os solventes, quando inalados em grande quantidade, causam prejuízos à saúde. Quando um trabalhador permanece exposto, há risco de óbito, considerando-se que o efeito letal é decorrente da ação do solvente no sistema Q362618 - Considerando que a superintendência regional do trabalho e emprego (SRTE) é o órgão regional competente para executar as atividades relacionadas com a segurança e medicina do trabalho, julgue o item seguinte, relativo às competências das SRTEs. Paralelamente ao elenco de competências que lhes são atribuídas, as SRTEs, em seu âmbito de atuação, contam com rol de restrições que incluem a proibição de impor penalidade a infratores. Q362618 - A respeito de segurança do trabalho, julgue o item a seguir. A necessidade de serviços especializados de medicina e segurança do trabalho dependem tanto dos riscos das atividades desenvolvidas na obra quanto do número total de operários no canteiro de obras.