Questões de Avaliação de Documentos

Está incorreto o que se afirma em:
Sobre os conceitos básicos de arquivamento, leia as afirmativas.

I. O prazo de guarda varia de documento para documento e estará expresso na tabela de temporalidade da instituição.
II. Os documentos podem ser eliminados nas fases corrente e intermediária.
III. Todo documento passa pela fase corrente, mas nem sempre pelas fases intermediária e permanente.

IV. Transferência é o envio de documentos da fase corrente para a fase intermediária.
V. Recolhimento é o envio de documentos da fase corrente ou intermediária para a fase permanente. 
De acordo com as diretrizes do Conselho internacional de Arquivos, um programa de gestão de documentos ou arquivos deve ser desenvolvido em três fases. Qual é a fase que deve definir normas visando à racionalização de recursos materiais e, principalmente, à manutenção da integridade, autenticidade, fidedignidade e unicidade do documento de arquivo?
Para reduzir o grande volume de documentos produzidos pela Administração Pública, a solução que foi adotada e que se mostrou bastante eficiente no processo de avaliação é conhecida como:
A organização de um arquivo está entre as atribuições de um Assistente Administrativo. A informação é um item valioso na gestão arquivística. Os conjuntos documentais relativos à documentação e informação, considerados permanentes, refletem a política de tratamento, controle e acesso à informação do órgão. São eles:

I. inventários de documentação bibliográfica;

II. normas, projetos, manuais e instrumentos;

III. política interna de acesso aos documentos de arquivo;

IV. análise, avaliação, seleção e tabela de temporalidade;

V. termos de eliminação e guias de recolhimento;

VI. programas, sistemas e manuais de informática.

Quantos estão corretos? 

O conceito de triagem se confunde com o de avaliação, na medida em que ambos os processos se relacionam à depuração da massa documental arquivística, eliminando-se documentos sem valor e preservando-se aqueles que o tenham, seja para fins administrativos ou de pesquisa histórico-científica. A tabela de temporalidade pode prever a triagem em seu próprio conteúdo quando assinala que serão preservados apenas exemplares únicos de documentos repetitivos, ou quando destina conjuntos documentais à eliminação, uma vez que outros, recapitulativos ou de mesmo teor, já se encontram preservados. No entanto, outros critérios de triagem podem ser estabelecidos para documentos que, embora corretamente classificados, não possuam o mesmo valor que os demais pertencentes ao conjunto documental, no que concerne ao conteúdo das informações. O processo que permite a preservação de parcela de documentos do conjunto documental destinado à eliminação, com o objetivo de resgatar procedimentos administrativos vigentes em determinada época ou lugar, sendo necessária a observação de alguns critérios, conforme a especificidade dos documentos avaliados, seguindo orientações da instituição arquivística pública na respectiva esfera de competência, é o(a):
Ao discorrer sobre os documentos públicos ao longo de seu ciclo vital, o renomado arquivista norte-americano Schellenberg estabelece uma distinção entre valores probatórios e informativos. Segundo o autor,
O perfil dos usuários, as demandas dos historiadores e o estado físico da documentação servem de base, entre outros elementos, para fundamentar
De acordo com o texto, alguns documentos possuem valor histórico. Sobre esses documentos, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.

( ) São documentos que devem ser mantidos no arquivo permanente, pois perderam valor de natureza administrativa, mas constituem meios de conhecer o passado e sua evolução.

( ) Compreendem documentos que devem ser eliminados, pois perderam valor de natureza administrativa.

( ) Referem-se a documentos que devem ser conservados no arquivo da primeira idade, pois, como perderam valor de natureza administrativa, requerem baixa frequência de consulta.

( ) Tratam-se de documentos que, no arquivo de terceira idade, devem ser conservados em local com o mínimo de umidade, evitando o desenvolvimento de mofo.

Assinale a sequência correta. 
Saiba quais documentos devem ir para o lixo e quais precisam ser arquivados

Antes de se desfazer da papelada que não tem mais uso, confira o que precisa guardar e o que pode eliminar

                                                                       Karina Padial (karina.padial@fvc.org.br) 

                                                      

      São centenas, milhares de folhas que se avolumam todos os anos na escola em pilhas, gavetas e prateleiras. Fichas de matrícula, atas de reuniões, circulares e folhas de ponto, entre outros. O que fazer com essa quantidade enorme de papéis depois que eles já não têm mais utilidade imediata? Jogar no lixo? Guardar? Por quanto tempo?

       A resposta para essas questões depende do documento em questão, pois cada um deles tem uma função e um objetivo. Alguns servem como comprovante de um procedimento, outros comunicam informações pontuais e logo perdem a validade. Muitos, apesar de inúteis no momento, têm valor histórico e ao longo do tempo podem servir de consulta para a elaboração ou a atualização de outros registros. [...]

                                           (Edição 34 de GESTÃO ESCOLAR DIGITAL, disponível em

                      http://gestaoescolar.abril.com.br/administração/. Acesso em 20/07/2015.) 
Questão: 225680
Banca: UFMT Prova: Auxiliar administrativo Ano: 2015
___________ é o instrumento utilizado para determinar os prazos em que os documentos devem ser mantidos nos arquivos correntes e ou intermediários, ou recolhidos aos arquivos permanentes, estabelecendo critérios para microfilmagem ou eliminação. Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna.
O instrumento de avaliação que registra o ciclo de vida dos documentos de arquivo é